Dom Aquino Corrêa

DEUS!

Quem fez, ó minha alma, estas verdes campinas,
Quem fez a bonina, quem fez estes céus?
Quem fez nestas vargens as lindas palmeiras,
Louçãs e altaneiras, quem foi, senão Deus?

Quem fez esses astros que brilham nos ares,
Quem fez dos luares os fúlgidos véus?
Quem fez essas aves gazis e canoras,
Quem fez as auroras, oh! quem, senão Deus?

Quem fez esse plácido olhar do inocente
Que fala, eloquente, até mesmo aos incréus?
Quem fez o sorriso das mães carinhosas,
Melhor do que as rosas, quem foi, senão Deus?

Quem foi que te deu, com a fé e a esperança,
O amor, essa herança negada aos ateus?
Oh! quem contará outras dádivas santas,
Tão ricas e tantas, que houveste de Deus?

São mais, muito mais que as infindas estrelas,
Que orvalham, tão belas, o azul destes céus;
São mais do que as flores gentis desta terra,
Que, entanto, as encerra infinitas, meu Deus!

Quem, pois, ó minha alma, tem tantos direitos
Aos férvidos preitos dos cânticos teus?
A quem votarás dos teus santos amores
As místicas flores; a quem? só a Deus!

Nenhum comentário: