Leidyanne Andrade

Língua dos anjos



Eu não gostaria de falar a língua dos anjos,
não gostaria de ser divino.
Como eu te tocaria?
Amaria?
Tão longe.


Ainda assim sou um,
Distante ,
Impotente.
Longe de o meu amado ser humano.
Quero estar perto.
Acariciar.
E nunca mais me afastar.


Eu não sei o que eu quero mais ser,
Divino ou humano.
Sei que não quero mais ficar longe,
numa saudades desumana.


E não sei se você é um anjo.
Meu anjo.
Humano.
Divino.


Sei que sou mais humana, viva,
com sangue em minhas veias,
quando te amo.


Deixarei o meu mundo,
procurando outro lar,
outro acolhimento divino
para me tornar mais humano.


Pois o humano é divino
mas também precisa amar.
Pois mesmo que eu falasse a língua dos anjos
sem amor eu nada seria
nem divino
nem humano.


(Leidyanne Andrade)

Nenhum comentário: